domingo, 8 de janeiro de 2017

Malha viária do Cariri: estaduais integram, federais marginalizam

Trecho do contorno da Vila Pe. Cícero (Palmeirinha)

A região do Cariri tem assistido, nos últimos anos, a uma sensível melhora na sua malha viária, notadamente pelas rodovias estaduais. Com o advento da Rodovia Pe. Cícero, municípios antes esquecidos agora contam com acesso asfaltado. Outros agora possuem vários acessos, interligando ainda mais os municípios. Por exemplo, pode-se chegar até Aurora também por Caririaçu. Quem vai de Juazeiro do Norte até a Paraíba agora conta com mais esta opção, evitando assim o pesado tráfego de caminhões da BR 116.

O planejamento de alguns trechos também procuram evitar as aglomerações urbanas, como no contorno da Vila Pe. Cícero (Palmeirinha), já no município de Juazeiro do Norte.


Trecho do contorno da Vila Pe. Cícero (Palmeirinha)

Ainda teremos a duplicação do trecho Barbalha-Missão Velha, a nova rodovia Juazeiro-Missão Velha, sem falar na avenida do Contorno.

Paralelamente, diferente de importantes centros, como Caruaru, Campina Grande e Petrolina, Juazeiro do Norte permanece marginalizado em relação às rodovias federais. As BRs 116 e 230 estão pelo menos a 1h da cidade. É estranho nossa região ficar de fora do planejamento federal. As rodovias apenas nos margeiam e nos marginalizam.

11 comentários:

  1. Este desvio deveria ser regra para contornar todas as zonas urbanas dos municípios cortados por rodovias. Obra atrae obra, com a abertura dos acessos a Granjeiro é Aurora, faz se necessário fazer o contorno de Caririacu

    ResponderExcluir
  2. BR 122 é a rodovia federal de Juazeiro do Norte, pena que apenas planejada, deveria ligar Juazeiro a Várzea Alegre e em seguida ao Iguatu, permitindo melhoramento no acesso a Fortaleza

    ResponderExcluir
  3. O motivo pelo qual as rodovias são distantes de Juazeiro, é geografico. A Chapada do Araripe e Serra de São Pedro, dificultam investimentos na malha viária

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas o governo federal possui mais capacidade de investimento. Poucos são os acidentes geográficos não vencidos pela engenharia. Na BR 232 em Pernambuco há um túnel perto de Gravatá. Para se chegar até Campina Grande, sobe-se a Serra de Santa Luzia na Paraíba, e por aí vai...

      Excluir
  4. A mesma geografia fez de Juazeiro uma cidade importante e obriga a vencer acidentes geográficos

    ResponderExcluir
  5. Bons argumentos, que já foram capazes de me sensibilizar, tomara que os nossos governantes também se sensibilizem

    ResponderExcluir
  6. Além dos traçados dando destaque logístico as cidades que são cortadas por BR's. As BR's tem padrões de engenharia diferenciado que permite melhor fluxo de veículos. São em geral mais largas, o acostamento maior e em áreas de serras, possuem faixas para veículos lentos. O que dá mais segurança. E com certeza se faz necessário em Caririaçu, por exemplo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É nítida a diferença! As CEs são bem mais estreitas, quase não há acostamento. Em relação ao destaque dado pelas BRs, podemos observar que mal vemos indicação de Juazeiro do Norte ao longo das rodovias BR 116, 230, 232, etc.

      Excluir
  7. Outra diferenciação são os contornos por fora das cidades, são poucas as CE'a que tem este benefício, entre Juazeiro e Fortaleza, por exemplo, se cruza a zona urbana de quase todas as cidades, ruim para cidade e para quem apenas está viajando. Cidades como Caririaçu, Cedro, Oros, Solonopole, Banabuiu, ... aumentam perigo e tempo de viagem

    ResponderExcluir
  8. Nem Juazeiro possui CE's com rápido fluxo por dentro do município. A CE 060 e futuramente a CE 292 não possuem ligações diretas, literalmente acabam e depois começam. A CÊ 060 acaba nas 3 Marias e começa no Triângulo e a CÊ 292 acaba no Triângulo e futuramente provavelmente começará no Aeroporto

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O traçado dessas CEs é realmente difícil de entender!

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Veja aqui algum assunto de seu interesse

Se não encontrou seu assunto acima, digite abaixo e clique em pesquisar

Postagens mais acessadas do mês