sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

Boas Festas!


E se foi 2011! Cidade Juá vai se despedindo neste seu primeiro ano de atuação. 2012 promete! Ano de eleições municipais, quando Juazeiro e o Cariri decidirão importante capítulo de seu futuro. Desejo a todos, seguidores e leitores, um Feliz Natal e um próspero Ano Novo! Até janeiro!

Dr. Paulo Leonardo Celestino e família

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

Governador desconhece projetos caririenses

Recentemente vários projetos de interesse do Cariri vieram à tona através dos políticos locais, como a instalação de um Porto Seco e a construção de rodovia ligando Missão Velha ao aeroporto. Foi realizado até um debate com várias autoridades no Hotel Verdes Vales. Com a anunciada vinda do governador, esperava-se alguma manifestação do mesmo em relação a estes anseios caririenses. Mas em recente entrevista ao programa de rádio Jornal da Tarde, o governador revelou total desconhecimento ou falta de interesse em implementar estes projetos. 

Quando indagado sobre a rodovia Missão Velha - aeroporto, pensou que seria uma reinvidicação dos moradores do sítio Gavião e afirmou que respeitava a vontade da comunidade mas a rodovia não estava no planejamento do governo. Ora, esta estrada não é para apenas uma comunidade, e sim para toda a região, pois através dela haverá a ligação da ferrovia transnordestina com o aeroporto do Cariri. E de Porto Seco, absolutamente nada se falou. Interessante que vários participantes do debate do Jornal do Cariri, onde defenderam com unhas e dentes, estavam presentes acompanhando o governador, e ficaram calados feito cordeirinhos. Esta é a classe de políticos que temos.

Outra obra comentada foi o Anel Viário, e desta vez o governador desconversou totalmente. Afirmou ser uma obra de responsabilidade da prefeitura e o governo assumirá uma pequena parte, mas mesmo assim não existe nenhum projeto definido. Ou seja, esperaremos sentados e o Anel Viário provavelmente não sairá.

Claro que agradecemos pelo Hospital Regional, Centro Multifuncional, Roteiro da Fé, e tantas outras obras. Mas o governador deveria dar mais atenção aos projetos que garantiriam grande desenvolvimento no futuro. Ou estaria interessado em Porto Seco e indústrias apenas na sua terra natal?

quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

Comércio próximo ao Cariri Shopping se fortalece

Pequena galeria em frente ao shopping.

Concessionárias como a Peugeot e a Nissan. Lanchonetes como a Esfiha Paulista, farmácias e lojas como a San Remo Baby. E pequenas galerias como a mostrada acima na foto na Av. Castelo Branco: 5 à Sec, Não + Pêlo e várias lojas. É o comércio crescente em volta do Cariri Shopping.

domingo, 18 de dezembro de 2011

Porto Seco: a bola da vez

 Porto Seco em Cuiabá

A instalação de um Porto Seco em Missão Velha para o Cariri tirar proveito da ferrovia transnordestina é o assunto do momento. Mas o que é Porto Seco? Cidade Juá reproduz a definição do wikipédia e traz alguns exemplos pelo Brasil, curiosamente vários são de empresas privadas:


Porto Seco no Rio de Janeiro

Porto seco ou EADI é um terminal intermodal terrestre diretamente ligado por estrada, via férrea e/ou até aérea.
Além de seu papel na carga de transbordo, portos secos podem também incluir instalações para armazenamento e consolidação de mercadorias, manutenção de transportadores rodoviários ou ferroviários de carga e de serviços de desalfandegamento.
Com o uso dos portos secos, as mercadorias exportadas já chegam aos portos marítimos prontas para o embarque, enquanto que no caso das importações pode-se tirar as mercadorias dos portos marítimos mais cedo, onde a armazenagem custa substancialmente mais caro. Hoje no Brasil já existem 63 portos secos, sendo 35 unidades em 14 estados diferentes, 1 no Distrito Federal e 27 unidades apenas no estado do São Paulo.
O maior porto seco da América e terceiro maior do mundo está localizado em Uruguaiana.
Fonte: Wikipedia.

Nova concessionária SsangYong


Verdadeira cascata de inaugurações de concessionárias. Já foram recentemente Nissan, Kia, Renault, Peugeot e agora a SsangYong, para variar na Av. Padre Cícero. E vem mais por aí...

sábado, 17 de dezembro de 2011

Terceirização: Qual o rumo certo?

Obras causam confusão no Mercado Pirajá

Em um passado não muito distante, o Estado brasileiro era dono de empresas que atuavam em diferentes ramos: as chamadas “estatais”. Tínhamos as teles, as siderúrgicas, os bancos, dentre tantas outras. No primeiro momento, elas foram necessárias para fomentar a industrialização e modernização do país, mas com o passar do tempo tornaram-se ineficientes (a maioria) e muitas serviam, inclusive, como cabides de empregos. Também com as consecutivas crises das décadas de 80 e 90, o Estado revelou-se incapaz de gerir tantas empresas e cuidar, ao mesmo tempo, das suas atribuições básicas, como a saúde e a educação.

A partir, principalmente, do governo FHC, começaram a acontecer as privatizações, ou seja, a venda de várias empresas estatais para grupos particulares. Apesar de demonizadas por muitos, as privatizações funcionaram em diversos setores. O caso mais emblemático é a telefonia. Antes, o serviço era totalmente deficiente e conseguir uma linha consistia num verdadeiro martírio. Hoje, mesmo com as reclamações contra algumas operadoras, qualquer cidadão pode possuir um telefone, seja fixo ou celular. E como consequência da diminuição das atribuições dos governos, podemos testemunhar o aumento de investimentos nas áreas sociais e na infraestrutura (um longo caminho a se percorrer ainda...).

Para àqueles que não suportam nem ouvir a palavra “privatizar”, tem-se a opção da terceirização. Ao invés de vender definitivamente o patrimônio público, o gestor concede a grupos privados o direito de gerir determinado equipamento público durante um período de tempo. Isto deve acontecer com direitos e obrigações bem definidas para ambas as partes.

Dentro deste contexto de otimização dos gastos, assistimos aqui em Juazeiro nos últimos anos à concessão de vários logradouros públicos, como a rodoviária, o terminal intermunicipal e os mercados do Pirajá e Senhora Santana. A terceirização começou na gestão passada e continuou na atual. Virou um assunto polêmico. Primeiro porque foi entregue tudo a praticamente uma única empresa, e esta possui um modelo de administração muito ruim. O terminal intermunicipal foi descaracterizado, encheram-no de boxes deixando os passageiros quase sem espaço para esperar seus ônibus. Nem assento tem. Em relação aos mercados, as obras de ampliação de ambos se arrastam há vários anos instalando o caos para os comerciantes. É confusão atrás de confusão. Com certeza será um assunto muito explorado na campanha política.

É uma pena este modelo de terceirização distorcida estar conseguindo apenas a antipatia da população. Faltou planejamento, mais uma vez! Poderia ser uma boa alternativa para prevenir o sucateamento dos equipamentos públicos, tornando Juazeiro uma cidade bela e organizada. Infelizmente aconteceu o inverso, está tudo bagunçado. E pior é o jogo de empurra-empurra dos responsáveis, ninguém quer ser o pai da ideia, como também ninguém apresenta soluções. Esperamos que no calor da disputa eleitoral em 2012, alguém consiga vislumbrar uma luz no final do túnel!

Caixa: novos investimentos em Juazeiro do Norte

Recentemente foram anunciados novos investimentos da Caixa Econômica Federal: 01 nova agência no Pirajá vizinha ao novo Banco do Brasil da Av. Ailton Gomes e 02 novas lotéricas, uma bem próxima ao Banco do Brasil na Rua São Francisco e outra próxima ao Cariri Shopping, esta última ainda em planejamento.

 Nova lotérica na Rua São Francisco.


Nova agência na Av. Ailton Gomes, previsão de inauguração para o início de 2012.

sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

Debate do Jornal do Cariri: período da tarde


Cheguei ao Hotel Verdes Vales à tarde para acompanhar as palestras anunciadas. Para minha surpresa, o debate com participação do deputado Guimarães e do prefeito Santana já havia acontecido pela manhã. Conforme o jornalista Donizete Arruda, estiveram em pauta a pretensão do Cariri em ser subsede da Copa e a instalação de um Porto Seco em Missão Velha. Coincidentemente, todos assuntos já abordados no Cidade Juá. Em relação à Copa, estamos bem atrasados para tal pretensão, deviam ter pensado logo após o anúncio de Fortaleza como sede. O aeroporto ainda é pequeno, os hotéis não possuem padrão internacional e os estádios são bem acanhados para receberem jogos treinos de seleções (O PV em Fortaleza foi reformado com padrão Fifa). Claro que seria ótimo recebermos delegações internacionais, mas o tempo está curto demais para solucionarmos todos os gargalos. Infelizmente esta é a realidade. Não adianta alimentarem sonhos, neste momento, impossíveis. Sobre o Porto Seco, parece que decidiram acordar depois de toda movimentação sobralense, tomara que saia da retórica e vire ação efetiva, coisa que a zona norte faz muito bem. Se não fizermos nada, apenas veremos os trens passarem por nossas terras sem tirarmos proveito.

Voltando ao evento, assisti então à palestra de Sérgio Braga, secretário de Desenvolvimento Sustentável da Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República. Palestrante bem objetivo, abordou a situação geográfica do Cariri como “Centro de Gravidade” do Nordeste e sugeriu o fortalecimento da logística como vetor de desenvolvimento, ou seja, pela nossa localização podemos tirar proveito para escoar a produção de vários estados nordestinos, e lembrou a importância da ferrovia transnordestina. Sugeriu investir em setores de tecnologia, tanto indústrias e formação de mão de obra, como também no investimento do turismo, não só o religioso. Lembrou que cidades turísticas são aquelas onde os visitantes permanecem pelo menos 03 dias e gastam no mínimo 100 dólares. Citou o Geopark como grande trunfo do Cariri. Ou seja, a explanação abordou simplesmente o que nossos políticos deveriam fazer e não fazem. E ainda falou: “Ouvi muitas vezes a expressão Cariri Unido. Mas unido para quê?” É preciso estratégia, debater é importante, mas falta o mais importante: ação.

Aspectos do debate da manhã do Jornal do Cariri

O prefeito de Juazeiro do Norte, Manoel Santana, defendeu o turismo integrado na região do Cariri ao participar do 1º Ciclo de Debates do Jornal do Cariri na manhã desta sexta-feira no auditório do Verdes Vales Lazer Hotel. Ele diz acreditar no fortalecimento do setor a partir de questões e atrativos que vão desde a religiosidade popular até a gastronomia, passando pelo turismo científico, cultural e ecológico.

O prefeito juazeirense foi um dos debates das exposições feitas pelo senador Eunício Oliveira e o deputado federal José Nobre Guimarães sobre "Arranjos Produtivos Locais e Desenvolvimento Regional - Integração e Sustentabilidade". O apelo de Santana se deu na presença de outros cinco prefeitos da região no caso: Crato, Barbalha, Missão Velha, Farias Brito e Antonina do Norte.

Na opinião dele existem aspectos importantes relacionados com a estrutura citando a ampliação do Aeroporto Regional do Cariri, cujas obras já foram iniciadas. O prefeito citou ainda a rodovia Padre Cícero com vários trechos já inaugurados pelo governador Cid Gomes e construção de uma futura estrada ligando o aeroporto de Juazeiro ao município de Missão Velha que é o marco zero da Ferrovia Transnordestina.

 Se referiu ainda a construção de um novo corredor entre Juazeiro e Crato para desafogar o tráfego de veículos pela Avenida Padre Cícero já bastante intenso. Segundo o Secretário de Turismo e Romaria, José Carlos dos Santos, que participou do evento, existe ainda o vivo interesse da inserção do Cariri na rota da Copa do Mundo, visando atrair turistas do exterior. Santana aplaudiu o desafio feito por Guimarães ao senador Eunício Oliveira de trazerem ao Cariri o Ministro do Turismo, Gastão Vieira.
Fonte: Miséria.

Geração de riquezas continua concentrada

A riqueza gerada no Ceará continua concentrada. Em 2009, dez municípios no Estado foram responsáveis por 68,8% do Produto Interno Bruto (PIB) cearense, sete deles situados na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF) - Fortaleza, Maracanaú, Caucaia, Eusébio, Horizonte, São Gonçalo do Amarante e Maranguape. Os outros três centros que congregam a maior parte da produtividade estadual são Sobral, Juazeiro do Norte e Crato. Os dados são do levantamento "Produto Interno Bruto dos Municípios 2005-2009", divulgado ontem pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Capital lidera
Somente a Capital é responsável por quase 50% das riquezas que são geradas no Ceará. O Produto Interno Bruto a preços correntes em 2009 de Fortaleza somou R$ 31,7 bilhões, sendo que, no Ceará, esse valor foi de R$ 65,7 bilhões. Numa distante segunda colocação, vem Maracanaú, com PIB calculado em 3,5 bilhões e participação de apenas 5,3%.

Mesmo com os esforços de descentralizar essa geração de riquezas empreendidos pela gestão estadual, a fatia da Capital cearense no bolo do PIB local só aumenta. "É onde as oportunidades são mais atraentes e onde tem mais mão de obra qualificada", destaca o economista Carlos Manso, pesquisador do Laboratório de Estudos da Pobreza (LEP), ligado à Universidade Federal do Ceará. A localização geográfica, conforme explica Manso, também é um fator que soma pontos a favor da Região Metropolitana de Fortaleza na atração de novos negócios, e mesmo a política de incentivos ofertada pelo Estado para quem fica mais distante, acaba não compensando, quando a RMF possui fatores logísticos e humanos mais consolidados.

"Não vou me instalar em um local sem uma logística para transportar o meu produto, e se não tiver mão de obra e tecnologia. O poder público pode trabalhar muito nesse sentido", afirma o pesquisador.

Qualificação é saída
Manso cita a implantação de mais universidades e escolas técnicas pelo Interior como agente de mudança nesse perfil estadual, no qual de um ano para outro manteve os mesmos municípios na ponta da geração de riquezas. "O conhecimento gera a transformação das cidades e a criação de polos. No mais, é levar infraestrutura, estradas e água", diz. Tais melhorias devem ser levadas logo a municípios como Granjeiro, Pacujá, Altaneira, Baixio e Antonina do Norte, que possuem os menores PIBs. A riqueza produzida nesses centros, somada, corresponde só a 0,16% da estadual.
Fonte: Diário do Nordeste

Nota: Para concorrer com a Região Metropolitana de Fortaleza, só mesmo muito planejamento e competência, coisa que só vemos por outras bandas, pois quem tem educação nota 10, porto seco, parque industrial forte e um novíssimo aeroporto terá este gabarito. A frase resume tudo:
"Não vou me instalar em um local sem uma logística para transportar o meu produto, e se não tiver mão de obra e tecnologia. O poder público pode trabalhar muito nesse sentido".

Enquanto o Aeroporto do Cariri é remendado, outras cidades ganham equipamentos novíssimos!

Aeroporto de Sobral custará R$ 40 milhões
Esta cidade da Zona Norte do Ceará vai ganhar um novo aeroporto. A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) condenou a ampliação da pista do atual Aeroporto Virgílio Távora. O anúncio foi feito pelo prefeito Clodoveu Arruda (Veveu). Ele garantiu haver R$ 40 milhões em emendas ao orçamento federal para a construção do novo aeroporto.

"Conseguimos os recursos necessários para o novo aeroporto. A Comissão de Acessibilidade da Câmara dos Deputados já acolheu emenda parlamentar de R$ 40 milhões para o novo aeroporto de Sobral, visando ao Orçamento da União de 2012", informou o prefeito.

Segundo ele, existem três estudos de localização feitos pela Secretaria de Turismo do Estado (Setur). "Em seguida, é lutar pela aquisição dessa área e ao mesmo tempo a contratação pela elaboração do projeto para o aeroporto".

O prefeito revelou que o novo aeroporto, apesar da possível localização nos arredores da sede de Sobral, vai servir para toda Zona Norte. "É uma luta para que aconteça a liberação dos recursos e para a imediata implantação desse aeroporto, que é fundamental para o nosso Município, além de ter serventia regional", assinalou Veveu.

O novo aeroporto será de passageiros e de cargas. "A gente aqui foi ousado e não teve medo do desafio, pois o atual, Virgílio Távora, não serve mais. Vamos então construir um para o presente e futuro", disse Veveu.

Ele fez questão de agradecer o apoio da bancada federal para o aceite da emenda do novo aeroporto. "Temos o apoio fundamental de toda bancada federal, mais especialmente dos autores da emenda, os deputados federais Antônio Balhmann, Padre Zé e Edson Silva, da Comissão de Orçamento, através do deputado Danilo Forte e o apoio do deputado federal José Nobre Guimarães e do senador Inácio Arruda", citou Veveu.

Antes do aceite da emenda, o prefeito trabalhava com duas alternativas para a questão do aeroporto. Uma era apenas o prolongamento da pista atual. Seriam mais 250 metros em direção ao Rio Acaraú. Esta proposta tinha um custo menor, cerca de R$ 8 milhões. Porém, a Anac descartou a ampliação do atual equipamento.

A partir dai, o prefeito seguiu pelo caminho da segunda alternativa. "A outra opção era a construção de um novo aeroporto. E agora conseguimos garantir os recursos. Partimos agora para estes estudos do Governo do Estado que sugerem que a localização no novo aeroporto seja em algumas áreas aqui nas proximidades de Sobral", afirmou Veveu.

O prefeito informou que a estratégia para garantir os R$ 40 milhões foi tomada conjuntamente com a bancada dos 22 deputados federais.

"Fomos atrás da bancada federal cearense", disse, explicando que foi mantido contato com os parlamentares, quando ficou estabelecida uma estratégia de definir seis grupos de três deputados e um grupo de quatro deputados para a constituição das emendas. "Nós conseguimos que um desses grupos assumisse a emenda necessária para construção de um novo aeroporto de Sobral. Este grupo tem os deputados federais Padre José Linhares, Antônio Balhmann e Edson Silva. Claro, que isso num acordo com a bancada, o que fortaleceu a aprovação dessa emenda", disse.

Relatório

Veveu Arruda lembrou que a decisão de construção de novo aeroporto se deu principalmente pelo relatório da Anac. "Foi muito especialmente o problema da localização. A Anac hoje tem um relatório que já apresenta resistências, sobretudo da ampliação do aeroporto atual. A gente teria que fazer justificativas de qual o motivo, qual a razão da permanência no mesmo local, o que não atenderia nossas necessidades presentes imagine as futuras".

Veveu Arruda definiu o novo projeto como uma função estratégica para o desenvolvimento da Zona Norte. "O novo aeroporto é em função de uma estratégia. Estamos trabalhando, por exemplo, na montagem de um Polo Metalmecânico. Tem o Porto Seco, que é um equipamento importante para animar a produção local. Então é necessário trabalhar a infraestrutura que é fundamental para estimular e promover o desenvolvimento", afirma, complementando que o novo equipamento de transporte aéreo compõe essa infraestrutura necessária.
Fonte: Diário do Nordeste.

Nota: A frase do prefeito de Sobral define tudo: "A gente aqui foi ousado e não teve medo do desafio...", precisa falar mais?
Aliás, querem ver forte parque industrial, porto seco e novo aeroporto? Só na zona Norte! Infelizmente o Cidade Juá não atua por lá para registrar em fotos.

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Núcleo de Astronomia do IFCE de Juazeiro do Norte na II Semana da Física da URCA‏

Caros Amigos e Amigas:

A equipe do Núcleo de Astronomia do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará,  Campus Juazeiro do Norte à convite da Coordenação da II Semana da Física da Universidade Regional do Cariri (URCA),  realizou nos dias 8 e 9 de dezembro no Campus CRAJUBAR, sessões noturnas de observação do céu com telescópios para o grande público que compareceu ao evento.

Palestrantes, professores, universitários, estudantes do ensino médio  e crianças puderam observar detalhes atmosféricos no gigantesco planeta Jupiter e identificar quatro de seus 64 satélites naturais, apreciar a beleza e a grandiosidade da Lua  em sua fase quase cheia  e verificar os raios brilhantes provenientes de suas crateras completamente iluminadas.

Vejam as imagens das Sessões de Observação do Céu no site do N-Astro IFCE: http://www.juazeiro.ifce.edu.br/astronomia/index.php

O Núcleo de Astronomia, que conta com a total colaboração da Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FUNCAP) através do Programa de Popularização da Ciência Astronomia (Edital Funcap/CNPq 04/2010), também sorteou, entre as mais de 250 pessoas que compareceram as observações,  exemplares do livro "Fascínio do Universo".

A II Semana da Física da Universidade Regional do Cariri (URCA) foi realizada de 05 a 09 de dezembro de 2011 no Campus Crajubar em Juazeiro do Norte e contou com palestras, minicursos, oficinas, apresentações orais de trabalhos e exibições de painéis.


Grande abraço  a todos!

Valmir Martins de Morais - valmirmmorais@yahoo.com.br
Núcleo de Astronomia N- ASTRO
Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará - Campus Juazeiro do Norte
Juazeiro do Norte, Ceará - Brasil

terça-feira, 13 de dezembro de 2011

Esgoto a céu aberto: Juazeiro precisa erradicá-lo.

Esgoto a céu aberto em plena Rua Pe. Cícero, uma das principais da cidade.

Imagine você planejar uma viagem para uma cidade famosa, a qual todos falam estar cercada de misticismo, magia, com comércio forte e crescente desenvolvimento, mas assim que você desembarca e vai dar o primeiro passeio nas ruas deste lugar os seus olhos encontram um pequeno rio de águas sujas e fétidas. Quanta decepção, hein? Pode até aproveitar as atrações do local, contudo, nas conversas com os amigos sempre relatará aquela primeira triste impressão. Pois assim devem se sentir vários visitantes de Juazeiro do Norte.

Falta de saneamento básico, esgotos a céu aberto. Problema de toda cidade brasileira, principalmente nas áreas periféricas, onde vive a população esquecida pelos governantes. Por aqui não há distinção, bairros centrais e periféricos convivem com o mesmo problema. Interessante que em boa parte da cidade foi construída uma rede coletora, isto durante o governo Collor, contudo mesmo assim as águas fétidas insistem em permanecer. Por que isto acontece? As pessoas não usam a rede coletora? A taxa de utilização é cara? Ou o sistema de canos não suporta a demanda?
  
O tempo passa e pouco se discute sobre este assunto. Parece que todos, governo e sociedade, sempre fizeram “vista grossa” e guardaram a sujeira para debaixo do tapete. Em qual campanha para prefeito o saneamento básico foi abordado? Não me recordo. Chegou então a hora da virada! Juazeiro cresceu demais, as romarias se tornaram gigantescas, empresas nacionais e estrangeiras fincaram suas bandeiras em nosso solo, e a comunidade universitária vai se firmando com sua cultura globalizada. Não podemos mais admitir comportamento do tempo do Império, quando os moradores das cidades jogavam baldes de urina pelas janelas das casas.
Erradicar o esgoto a céu aberto não é uma questão somente de estética, para deixar a cidade bonita aos turistas. Significa verdadeiramente numa questão de saúde pública e qualidade de vida. Para os governos, apesar de ser uma obra enterrada no chão, acarretará em menos gastos com remédios e insumos, pois a população sadia não lotará postos de saúde e hospitais. E para a taxa do esgoto não ser impopular, pode-se criar uma tarifa econômica, por exemplo. Sempre há alternativas.

Ano que vem teremos eleições municipais. O saneamento básico precisa entrar no debate político ao lado de outros assuntos como o trânsito, habitação, geração de empregos e a conservação das praças. Futuros candidatos a prefeito da Terra do Pe. Cícero: apresentem suas propostas!

segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

Juazeiro começa a ganhar decoração natalina


Com o cronograma totalmente atrasado, Juazeiro do Norte finalmente começa a ganhar uma decoração natalina, pelo menos está bem original, como esta árvora de Natal feita de redes na Praça Pe. Cícero. Está linda, bem nordestina. Se colocassem um corredor luminoso desde a Praça Pe. Cícero até a Praça Feijó de Sá ficaria bem interessante...

domingo, 11 de dezembro de 2011

Plebiscito sobre divisão do Pará acontece hoje, história bem semelhante...

Começou às 9h (horário de Brasília) a votação do primeiro plebiscito na história do país que pode definir a divisão de um Estado. Os 4,8 milhões de eleitores vão decidir se aceitam que o Pará seja dividido em três partes, dando origem a Carajás e Tapajós. As seções eleitorais estarão abertas até as 18h (horário de Brasília). O voto é obrigatório para todos os eleitores com título registrado no Estado.


Segundo o TRE (Tribunal Regional Eleitoral), a eleição do Pará conta com 17.917 urnas. Apesar das dificuldades logísticas do Estado, o resultado do plebiscito deve ser conhecido até as 22h de hoje (horário de Brasília), segundo estimativa do tribunal. De acordo com pesquisa do Datafolha, divulgada na sexta-feira (9), 65% dos eleitores não querem a criação do Carajás, e 64% são contra a separação do Tapajós.

A divisão do Pará é um pleito antigo de regiões distantes da capital Belém, áreas com vocação econômica, composição populacional e cultural muito distintas. Para os defensores da criação dos novos Estados, a divisão só confirmaria diferenças que já existem. Segundo os separatistas, o atual tamanho do Pará, 1,24 milhão de quilômetros quadrados, dificulta a gestão e limita o desenvolvimento de regiões que estão longe da capital. Os críticos da separação, concentrados na região metropolitana de Belém, argumentam que a divisão criaria Estados deficitários.
Fonte: UOL.
Nota: História bem parecida em relação à criação do estado do Cariri, tanto nos argumentos a favor e aos contras. E então, qual a sua opinião? Seria viável, a nossa redenção, ou o surgiria um estado pobre e nanico?

Site Juanorte faz referência à vídeo do Cidade Juá

Na edição desta semana do site Juanorte do prestigiado jornalista Jota Alcides encontramos uma referência ao vídeo "Percorrendo as ruas de Juazeiro do Norte". Abaixo apresentamos uma nova versão, com algumas mudanças nas legendas:

Odontólogo caririense reabilita sorriso de participante do Caldeirão do Huck

Cratense Sr. Higino no Lata Velha do Caldeirão do Huck

Ainda precisa ir para as capitais? Nem a Globo! O tratamento odontológico do Sr. Higino, participante do quadro Lata Velha do Caldeirão do Huck, foi realizado por aqui mesmo pelo Dr. Vicente Neto. Região de excelência na área da saude, o Cariri também tem Odontologia de padrão "global"! Parabéns ao colega odontólogo e equipe pelo belo trabalho.

sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

Mistura inusitada no Lata Velha: literatura de cordel, robô e samba. Cariri no Caldeirão do Huck neste sábado!

Luciano Huck na serra do Horto em Juazeiro do Norte

No Caldeirão deste sábado, 10/12, o programa entra no clima da literatura de cordel. Luciano Huck viaja até Crato, no interior do Ceará, para capturar Antônio Higino. O senhorzinho gente boa tem uma Kombi para lá de caída, que ele usa para vender guloseimas e emprestar livros de cordel para a população da cidade, mantendo viva a tradição nordestina.
 Para surpreender Seu Higino na captura, Huck inventou uma história para lá de diferente. Um produtor do Caldeirão, passando-se por estudante, marcou de encontrar com o participante do quadro na praça da cidade alegando que precisaria fazer uma entrevista sobre literatura de cordel. Enquanto tudo corria normalmente, chega ao local outra equipe do programa fingindo ser funcionários do Departamento Nacional de Proteção a Literatura. O mais inusitado era que, além dos ‘atores’, também integrava o grupo um robô para confundir ainda mais a cabeça de Higino.
 O participante do quadro deste sábado simboliza uma das principais vertentes da cultura nordestina. Por semana, Higino empresta cem cordéis para a população local. Casado e pai de duas filhas, ele acorda diariamente às 4h da manhã para trabalhar. “Antigamente o cordel era a única maneira de comunicarmos”, afirma Higino, enaltecendo o valor deste tipo de literatura para os nordestinos. Quer saber mais sobre esta história? Então confira o Caldeirão deste sábado!
Fonte: Globo.com
Finalmente a matéria será exibida!

TV Cidade Juá especial: Percorrendo os limites da conurbação

Depois do grande sucesso do vídeo "Percorrendo as ruas de Juazeiro do Norte", agora apresentamos um passeio pelas Av. Leão Sampaio e Av. Pe. Cícero mostrando os edifícios da Lagoa Seca, concessionárias, Hotel Iu-á em construção, Maxxi e Atacadão! TV Cidade Juá voltará agora ano que vem, mandem sugestões!




quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

Lavanderias famosas chegam ao Cariri



Um segmento forte nas capitais também está chegando ao Cariri: as lavanderias. Recentemente foi inaugurada a Dryclean USA em Crato na Av. Perimetral. A segunda loja já está prevista para o Cariri Shopping. E agora foi anunciada a vinda da 5 à Sec na Av. Castelo Branco em frente ao mesmo shopping. Alguém ainda precisa ir às capitais?

terça-feira, 6 de dezembro de 2011

Cruzamento perigoso sem sinalização


Este é o cruzamento da Av. Ailton Gomes na altura do Atacadão Rio do Peixe e Faculdade Leão Sampaio Campus Lagoa Seca. Apesar do trânsito não ser constante, há considerável movimentação de carretas e ônibus de estudantes, mas não há qualquer sinalização para o encontro das 02 avenidas. Já que faz um trabalho satisfatório de sinalização, o Demutran bem que poderia cuidar deste caso também...

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

Entrada de Barbalha com nova iluminação


Parte da antiga iluminação da Av. Leão Sampaio no lado de Barbalha foi transferida para a rodovia Barbalha-Missão Velha. Os postes começam bem próximos da Bom Sinal. É mais segurança à noite. A rodovia também já recebeu a sinalização horizontal, apos restauração do asfalto.

Site Miséria destaca evolução do Triângulo Crajubar e revela novidades


Quando o Ginásio Poliesportivo foi inaugurado no ano de 1988 às margens da Avenida Leão Sampaio no Triângulo Crajubar, a região era quase inóspita com poucos prédios e nunca se imaginou que fosse crescer tanto. Na verdade, um tanto quanto matagal ainda com muito verde e poucos imóveis. Imediatamente, a realidade começou a mudar de figura e as lentes atentas do repórter Normando Sóracles, em um sobrevôo de helicóptero, mostra essa nova situação.

De cima, é possível ver a grande quantidade de obras em andamento no entorno do Ginásio que, recentemente, completou 23 anos de inauguração. Hoje se trata de uma das áreas mais valorizadas de Juazeiro do Norte a partir da idéia do prefeito Manoel Salviano em construir aquele Ginásio. Os novos empreendimentos foram chegando aos poucos como, por exemplo, o terminal rodoviário edificado pelo prefeito Carlos Cruz. A iniciativa privada, através da WR, se encarregou da construção do belo edifício Medical Center e, depois, o Timbaúbas.

O Governo do Estado implantou o Campus Crajubar da URCA no antigo prédio do CESEC do Banco do Brasil e construiu, nos fundos, o Instituto Centec pelas mãos do governador Lúcio Alcântara. Na sua segunda gestão, o prefeito Salviano construiu a Praça Feijó de Sá hoje chamada de Giradouro, recentemente reformada pelo prefeito Santana, enquanto o atual governador Cid Gomes dotou a área de um bonito prédio que é o Hospital Regional do Cariri.

 As obras na área jamais pararam mesmo com o preço do metro quadrado nas alturas. As construtoras WR e CRC já iniciaram mais quatro torres no setor, tanto de uso empresarial quanto habitacional por trás do poliesportivo. O Shopping já está sendo ampliado em um investimento de R$ 50 milhões e um hotel, em breve, será construído na área pelo empresário Geneflides Tenório. Trata-se de mais uma demonstração clara do acelerado crescimento do Juazeiro que tem hoje o mais dinâmico mercado da construção civil no interior do Nordeste.

Nota: Já sabemos do Cariri Office e dos 02 prédios do Central Park, qual seria então a quarta torre?

domingo, 4 de dezembro de 2011

TV Cidade Juá especial: Percorrendo as ruas de Juazeiro do Norte

TV Cidade Juá está de volta, agora numa edição especial de final de ano. O maior objetivo deste blog e dos threads no Skyscrapercity é divulgar o desenvolvimento e grandiosidade de Juazeiro do Norte, muito além da já tão mostrada religiosidade. Já fotografamos quase tudo: shoppings, concessionárias, edifícios e por aí vai... Mas como combinar tudo isso e situar os locais para as pessoas que não conhecem Juazeiro? Então colocamos a máquina fotográfica no retrovisor do carro e saímos pelas ruas para mostrar onde tudo se localiza. Confiram o vídeo abaixo que começa perto da Praça Pe. Cícero, passa pela Igreja dos Salesianos, Hiper Bompreço, Cariri Shopping, concessionárias, Praça Feijó de Sá e termina logo após o Hospital Regional do Cariri:



Festival das flores de Holambra

Fomos conferir o III Festival das Flores de Holambra, que acontece na Praça Pe. Cícero até o dia 11 deste mês. Preços bem acessíveis:






sábado, 3 de dezembro de 2011

Governo municipal investe no futuro de sua cidade: em Sobral!

Políticos, secretários municipais, diretores de instituições de ensino e empresários participaram nesta sexta-feira (2) do anúncio sobre a instalação de indústrias automotivas no polo metal mecânico de Sobral, maior cidade da região norte do Ceará. O empresário Beno Perdón trouxe do Rio Grande do Sul uma indústria de montagem de ônibus. “Nós estamos pensando em uma comunidade estratégica no Nordeste para atender as regiões Norte e Nordeste”, explica.

Segundo os organizadores, o foco do encontro é discutir ideias para preparar Sobral para a instalação do polo industrial metal mecânico. Um estudo técnico também está sendo elaborado pela Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec) para direcionar essas ações para as indústrias que devem se instalar nos próximos anos em Sobral.

As ideias apresentadas no encontro devem resultar em um projeto de formação de mão de obra especializada na região e também incentivar a inovação tecnológica no município. “Estamos articulando uma formação com todas as instituições de ensino superior e de educação profissional para ampliar em nível técnico quanto em nível superior”, diz Cláudio Ricardo Gomes de Lima, reitor do Instituto Federal de Educação Tecnológica e Ceará (IFET-CE).

“Esse polo metal mecânico automotivo é um salto de qualidade do presente para o futuro”, avalia o prefeito de Sobral, Clodoveu Arruda. Também estão sendo discutidos a ampliação do aeroporto, a criação de um porto seco, a instalação de uma indústria de beneficiamento de pescado. “Vai gerar muitos empregos em todos os segmentos e será importante na parte industrial e imobiliária”, afirma Pedro Aurélio Aragão, secretário de ciência, tecnologia e desenvolvimento econômico de Sobral.

Fonte: G1-CE, com informações da TV Verdes Mares
 
Nota: Podem chamar de choradeira, mas tudo o que almejamos para Juazeiro e o Cariri acontece em Sobral: o poder público sabiamente investindo no futuro da cidade. Lá se estrutura as bases para atrair o investimento privado, por aqui a iniciativa privada vem por vontade própria mesmo com os gargalos de infraestrutura. Parabéns para Sobral, a cada dia vai se superando. A propósito, poderiam nos ceder seu principal produto de exportação: bons administradores?

sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

Dia da Astronomia no IFCE em Juazeiro do Norte

“Não conheço missão maior e mais nobre que a de dirigir as inteligências jovens e preparar os homens do futuro.”

A frase proferida por Pedro de Alcântara João Carlos Leopoldo Salvador Bibiano Francisco Xavier de Paula Leocádio Miguel Gabriel Rafael Gonzaga, ou, como é mais conhecido, D. Pedro ll, Imperador do Brasil, reflete bem o espírito culto do homem que nasceu no Palácio de São Cristóvão (Quinta da Boa Vista), Rio de Janeiro, RJ, em 02 de dezembro de 1825.

Sua paixão pela maior das ciências, a Astronomia, levou a comunidade astronômica nacional a conferir-lhe o titulo de Patrono da Astronomia Brasileira e a data do seu nascimento inspirou instituições científicas, pesquisadores e admiradores do céu a comemoram em todo o país,  o Dia Nacional da Astronomia, ou Dia do Astrônomo.

Comemorações em Juazeiro do Norte

Para festejar a data em Juazeiro do Norte, nesta sexta-feira, dia 2, a partir das  18h30, a equipe do Núcleo de Astronomia do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará, com a  total colaboração da Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico – FUNCAP,  promoverá  sessão pública  de observação do céu com telescópios   defronte ao Auditório dos Kariris no Campus Juazeiro do IFCE.

Dois telescópios refletores serão colocados a disposição da população para a observação  da nossa Lua , do planeta Júpiter e de seus principais satélites.

Além de desfrutarem da bela visão do gigantesco planeta gasoso, de suas nuvens e de 4 de suas 64 luas,  de deslumbrarem-se com as imensas crateras, mares secos e escuros de lavas e canyons lunares, os visitantes que comparecerem ao IFCE também poderão apreciar os belos painéis fotográficos da Exposição “Paisagens Cósmicas” que  juntar-se-ão aos instrumentos astronômicos, cercando-os,  para serem  melhor  contemplados.

Nessa noite de comemoração, também serão sorteados entre o público presente, exemplares do livro “O Fascínio do Universo” - organizado pelos professores da USP Augusto Damineli e João Steiner e editado pela Odysseus Editora, com apoio do Ministério da Ciência e Tecnologia, CNPq e Sociedade Astronômica Brasileira.

"O livro busca dar um panorama geral da astronomia, incluindo um capítulo dedicado à produção astronômica no Brasil. São textos sobre pesquisas atuais em astronomia, escritos por pesquisadores da área, refraseados em linguagem jornalística e dirigidos ao público leigo ou a quem está tendo os primeiros contatos com a astronomia."

Venha esta noite para o IFCE!

Participe das comemorações do Dia da Astronomia!

 Valmir Martins de Morais - valmirmmorais@yahoo.com.br
N-ASTRO Núcleo de Astronomia - http://www.juazeiro.ifce.edu.br/astronomia/index.php
Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará - Campus Juazeiro do Norte
Juazeiro do Norte, Ceará - Brasil

quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

Fim do mistério: Empresarial Atenas

Local do futuro Empresarial Atenas.

Já faz algum tempo que mostramos a foto acima, uma construção beirando a Av. Leão Sampaio bem próxima da CRC. Inclusive fez desabar as 02 ruas adjacentes com suas escavações. Hoje o site Veja Juazeiro revelou o que será: Empresarial Atenas.





"Localizado em uma das avenidas mais trafegadas no interior, Av. Leão Sampaio, logo abaixo da AABB, o Edifício Empresarial Athenas, contará com 14 andares, projetado pela arquiteta Gizele Menezes, natural de Juazeiro-CE, segundo ela, as vendas das salas já foram iniciadas e caminha para os 50% vendidos.

Com 14.276,61m² de área construída o Athenas terá 120 salas. Cada sala de 50,00m² contém um lavabo. Cada piso possui em sua área comum dois lavabos sociais. O edifício possui três elevadores, sendo um panorâmico.

Em uma área de 2.702,44m², possui dois subsolos destinados à estacionamento, com um total de 169 vagas. O estilo grego que lhe é conferido, fator principal elucidado pelo cliente, está aliado ao uso de materiais modernos e técnicas construtivas de alta tecnologia. Localizado na cidade de Juazeiro do Norte-Ce."

Crescimento impressionante da cidade. Falta melhorar o nível dos representantes na política.

quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Trânsito: novo desafio juazeirense

Trânsito caótico da Rua São Pedro

       Enormes engarrafamentos, carros se deslocando lentamente. Há poucos anos um panorama apresentado apenas nas capitais. Era algo para ser visto à noite no Jornal Nacional. Hoje faz parte de nosso cotidiano. Haja paciência para trafegar nas Ruas Pe. Cícero e São Pedro! Vai ao Crato? Saia mais cedo, pois o percurso agora demora mais


Quem diria?! Aquelas ruas, desenhadas na base da régua e compasso pelos líderes na época da emancipação para a passagem de simples carroças, atualmente servem à robusta frota de veículos, encorpada diariamente pela chegada de várias concessionárias, tanto de montadoras nacionais quanto de estrangeiras.

O poder público, por sua vez, não consegue acompanhar o ritmo das mudanças. As ruas continuam estreitas, novas avenidas não são construídas, viadutos ficam apenas no projeto. Mas o problema não é exclusivo de Juazeiro, praticamente todas as grandes cidades brasileiras vivem este tormento. Tudo isso porque as cidades crescem sem planejamento, sem a intervenção dos governos ou com a intervenção errada destes.

Para amenizar o caos no trânsito, precisamos copiar as soluções encontradas mundo afora e adequá-las à nossa realidade. Por certo se investe muito em transporte público em países desenvolvidos. Que tal novas linhas de ônibus interligando os bairros das cidades do Crajubar? Assim se faz na Região Metropolitana de Recife. Ao invés da linha Juazeiro-Crato, teríamos Franciscanos-Pimenta, por exemplo. E determinados bairros teriam seus próprios terminais. Também não esqueçamos do Trem do Cariri, do jeito que está se tornou uma jóia subutilizada. É imprescindível a chegada de seus trilhos à Barbalha, Missão Velha, aeroporto e quem sabe, ao Centro Multiuso. O Anel Viário também é vital, mas não fiquemos pensando só nele. Busquemos mais alternativas para novas avenidas. E já que hoje se fala em saúde e exercícios físicos, temos a possibilidade das ciclovias. Imagine só o juazeirense indo para o seu trabalho no comércio e indústria pedalando a sua bicicleta!

São muitas possibilidades e desafios. Sabemos que sempre depende de verba e vontade política, mas tudo nasce da força da sociedade.

Exclusivo! Fotos do estacionamento provisório do Cariri Shopping!

Anunciou, Cidade Juá vai buscar! Abaixo fotos do estacionamento provisório do Cariri Shopping, localizado vizinho à construção do Cariri Office.



De acordo com a direção do shopping, o estacionamento será gratuito e Vans farão o transporte de ida para o estabelecimento, como também a volta. Organização é tudo!

Vem aí a Peugeot


Em fase de acabamentos a mais nova concessionária a ser inaugurada em Juazeiro do Norte, localizada na Av. Padre Cícero em frente ao Cariri Shopping, logo no cruzamento com a Av. Castelo Branco. São inaugurações em cascata atestando a efervescência da economia juazeirense. Recentemente chegaram a Nissan, a Renault e a Kia.

terça-feira, 29 de novembro de 2011

Rodovia Juazeiro-Missão Velha via Aeroporto entra no debate político

Vejam o twitter do vice-prefeito de Juazeiro:

"Precisamos implantar a estrada Aeroporto/Gavião/Missão Velha, apenas 9km e que diminui em 20km a distancia de Juazeiro a Missão Velha."
"Com a Transnordestina, Missão Velha será a maior cidade industrial do Cariri. Precisamos cada vez mais pensarmos em termos metropolitanos."

 Na semana passada o prefeito de Missão Velha também citou a necessidade de construção desta rodovia no programa de João Hilário na FM Pe. Cícero, ou seja, finalmente nossos representantes começam a falar sobre o assunto, pois brevemente teremos a ferrovia transnordestina em Missão Velha e é imprescindível a ligação deste município com o Aeroporto Regional do Cariri para a otimização de nossa logística. Foram muitos apelos neste mesmo blog e no Juanews. Torcemos para o debate se tornar realidade para o crescimento ainda mais forte do nosso Cariri.

Assessoria do Cariri Shopping concede entrevista para João Hilário e fala sobre a expansão

Imagem ilustrativa

 Na tarde de hoje na FM Padre Cícero, o jornalista João Hilário entrevistou integrantes da assessoria do Cariri Shopping, os quais confirmaram algumas novidades anunciadas a poucos dias:

Promoção de Natal com sorteio de carro, Ipads, dentre outros prêmios. O consumidor adquire o cupom nas compras a partir de R$ 100,00;

Inauguração do Bob's, Giraffas, Patroni Pizza e Camarão & Cia agora no final do ano;

Inauguração da expansão em abril do próximo ano, inclusive com Mac Donald's;

Funcionamento de estacionamento provisório fora do shopping, com Vans levando e deixando os clientes;

Toda a área para lojas da expansão já foi negociada.

Com isso, podemos constatar algumas mudanças no projeto desde a concepção original: não haverá mais a inauguração por etapas, serão 06 salas de cinema ao invés de 04 e fica a dúvida quanto ao número de lojas âncoras, pois inicialmente foi anunciado que seriam cinco. Vamos lá: Lojas Americanas, C&A, Riachuelo e Marisa. Falta 01. Já que todo o espaço está vendido, qual a quinta loja âncora? Ou não haverá mais a quinta loja? O shopping poderia nos responder...

Cidade Juá parabeniza o sucesso deste grandioso empreendimento juazeirense.

Mais uma lagoa para drenar


Aproveitando para parabenizar a prefeitura pelo trabalho de drenagem da lagoa da APUC, localizamos outra lagoa, de menores proporções mas que atrapalha o tráfego de carros pequenos, bem perto do Hotel Ingra na avenida de acesso à Faculdade Leão Sampaio e Atacadão Rio do Peixe. Interessante que nem choveu nestes dias... A Lagoa Seca está cheia de locais como este, principalmente no inverno.

Provável motivo da lagoa:

Construção de novo hotel no local.

Era uma vez a ampliação do Romeirão...


 No início do ano foram anunciadas aos quatro ventos verbas da bancada federal para a ampliação do Romeirão, o qual praticamente dobraria de capacidade e estaria apto para jogos até da série A. Ao mesmo tempo, o governador prometeu construir um estádio novo se a Infraero assumisse o aeroporto. Diante das várias indefinições, o assunto foi sendo esquecido.

Agora o Icasa caiu para a série C. Alguém ainda acredita na ampliação do Romeirão ou na construção de novo estádio? As últimas reformas foram feitas na base da pressão, pois ou se adequava o estádio para a série B ou o Icasa não jogava por aqui. Imagine só, seria um constrangimento político irreparável. Só que agora não acontecerá mais nada, nosso Verdão voltou para o fundo do poço...

Resta saber se o restante das cadeiras e o placar eletrônico doados do Castelão serão finalmente instalados.

Mais uma visita de técnicos do Bird, aterro sanitário continua indefinido

Investimentos de R$ 132 milhões, que contemplam 42 projetos na região do Cariri, foram avaliados, ontem, por uma missão do Banco do Mundial (Bird), em visita ao Ceará. A primeira reunião com os representantes, que tem à frente o gerente do projeto no Banco, Taimur Samad, aconteceu com o secretário das Cidades, Camilo Santana, no Centro Administrativo do Cambeba.

Em dólar, os recursos internacionais são da ordem de U$ 66 milhões, que serão aplicados no Projeto Cidades do Ceará - Cariri Central. O projeto prevê a aplicação de recursos nos Municípios de Santana do Cariri, Nova Olinda, Farias Brito, Caririaçu, Crato, Juazeiro do Norte, Barbalha, Missão Velha e Jardim. Entre as ações em execução, estão obras de requa-lificação de praças do Crato; do Centro Multifuncional de Serviços de Juazeiro do Norte; projeto de viabilidade econômica do teleférico em Barbalha; serviços de sinalização turística do Geopark; obras do Roteiro da Fé, em Juazeiro do Norte. Também estão previstas obras do aterro consorciado do Cariri; urbanização de vias; além de ações de capacitação.

Camilo Santana lembrou que essas reuniões acontecem a cada seis meses, para se verificar a aplicação dos recursos e o planejamento para as etapas seguintes. No entanto, ressaltou que o gargalo ainda é a construção do aterro sanitário.

Indefinição

Embora a verba já esteja assegurada, até o momento não há uma definição para a instalação do equipamento, que visa a ser o destino final dos resíduos sólidos de, pelo menos, seis cidades do Cariri. A dificuldade é que nenhum Município se propõe a receber a obra consorciada, alegando impacto ambiental. "O ideal é que fique próximo a Juazeiro do Norte, onde se produz mais de 60% do lixo da região, mas têm problemas de território. Há uma zona rural mínima e um aeroporto que regula a aproximação com o aterro", afirmou o secretário.

Novos entendimentos, nesse sentido, terão sequência, com a viagem da missão ao Cariri na madrugada de hoje. Na região Sul, acompanhará, ainda "in loco", o andamento e a execução das ações.

Segundo Camilo, além de dar suporte à agenda de desenvolvimento social do Estado, o encontro com os representantes da instituição financeira amplia e consolida os avanços sociais da região. A missão mantém compromissos no Ceará até o próximo dia 1º.
Fonte: Diário do Nordeste.
Opinião: Enquanto não se decidem onde será construído o aterro sanitário, todas as cidades continuam com seus lixões prejudiciais ao meio ambiente e à saúde do homem. Parece ser tudo uma questão política, o governo do estado quer construir em Crato e o prefeito, adversário político, não aceita. Acho que tudo será resolvido se por acaso o candidato do governo estadual ganhar as próximas eleições para prefeito. Quanto ao Roteiro da Fé em Juazeiro, vejam reportagem extraída do blog Juaonline:


É intenção do governador Cid Gomes assinar no próximo mês de dezembro, como se fora um presente de Natal para Juazeiro do Norte, a ordem de serviço para implantação da primeira etapa do Roteiro da Fé. A notícia foi dada pelo Secretário das Cidades, Camilo Santana ao prefeito Manoel Santana nesta terça-feira por ocasião de uma visita de quatro técnicos do Banco Mundial ao município. O BIRD financia a obra em parceria com o Governo do Estado.
O prefeito destaca a importância da iniciativa no sentido de garantir maior comodidade aos romeiros nas suas peregrinações em visita ao Juazeiro, além do aspecto de preservação de alguns prédios do patrimônio histórico pelo caminho. O Roteiro da Fé nasce na Basílica Menor de Nossa Senhora das Dores, na direção da Rua São José, passando pelo museu, memorial e indo à Capela do Socorro tudo isso com um amplo calçadão.
O projeto contempla ainda a qualificação das praças das Igrejas dos Salesianos, Franciscanos e São Miguel. Segundo o Secretário de Turismo e Romarias, José Carlos dos Santos, a etapa seguinte do Roteiro da Fé foi uma das discussões com os técnicos do Banco Mundial, Secretaria das Cidades e Prefeitura de Juazeiro. Ele acompanhou o encontro na tarde desta terça-feira no auditório do Sebrae o qual representou o ponto de partida nos estudos para esse trecho.
Ele liga a Capela do Socorro ao monumento em homenagem ao Padre Cícero na Colina do Horto pela Avenida Zé de Melo. A missão tratou ainda sobre o uso, ocupação e a gestão do Centro Multifuncional ora em construção em frente ao Sebrae, cujas obras foram visitadas pelos técnicos do Banco Mundial acompanhados do prefeito Manoel Santana à frente de um grupo de secretários que se juntou à missão e o Secretário das Cidades, Camilo Santana. Os emissários do BIRD averiguaram o andamento da obra. (Demontier Tenório).

Opinião 2ª parte: Finalmente estamos sabendo mais detalhes do Roteiro da Fé. Parece que inicialmente planejavam um calçadão com maior percurso, mas certamente iria causar a maior confusão no trânsito de Juazeiro, com suas ruas do Centro já estreitas. A requalificação deve se limitar aos entornos das igrejas e o calçadão passará só pela Rua São José, algo que não causará tanto impacto. Belo projeto, parabéns ao Camilo Santana. Esperamos ansiosos o início das obras. Por outro lado, o Anel Viário segue indefinido...

domingo, 27 de novembro de 2011

Ontem, o Memorial; hoje, praças


 Na minha infância e adolescência acompanhei um período de grandes obras públicas. Vi ser construído o Memorial Pe. Cícero, Ginásio Poliesportivo, duplicação da Av. Padre Cícero, alargamento de trechos das ruas São Francisco e Conceição, rodoviária, urbanização da via férrea, terminal intermunicipal (hoje metropolitano), dentre várias obras. Tudo bem que naquele tempo não havia a Lei de Responsabilidade Fiscal, podia-se gastar à vontade, porém Juazeiro do Norte e o Cariri tinham mais prestígio político. Passou este tempo e entramos num verdadeiro "inferno astral", a economia entrou em decadência e quase paramos. A grande virada aconteceu com a instalação das faculdades particulares e a partir daí a iniciativa privada virou o motor desta cidade. Em relação ao poder público, hoje se faz muito alarde com inaugurações simplórias, como praças e postos de saúde, importantes mas de pouca magnitude para uma cidade do porte de Juazeiro do Norte, repleta de lojas de grandes grupos nacionais e internacionais, cursos universitários, concessionárias e por aí vai. Quando vejo a maior festa por causa de uma pracinha, só percebo mesmo a decadência da administração pública municipal.


Renasce, Icasa!



 Na estreia do Icasa na série B do ano passado, a inexperiência em campeonatos de maior importância em termos nacionais seria a causa da possível queda ao final da competição. Não foi o que aconteceu. O time vibrava quando jogava no Romeirão e grandes times sucumbiram por aqui. O Brasil começava a conhecer aquele “pequeno” clube que aprontava diante dos chamados tradicionais. Apesar das várias derrotas fora de casa, percebemos que a série B não era nenhum bicho de sete cabeças e tínhamos todas as condições  de encarar de igual para igual qualquer adversário.

Agora em 2011 não éramos mais inexperientes, o que aconteceu para cairmos novamente para a série C? Faltou competência, faltou organização? Foram muitos pontos perdidos em casa, foi muito comodismo deixar para resolver na última rodada, logo diante do melhor time da competição.

Em 2012 não teremos mais jogos televisionados, não seremos destaque dos programas esportivos, os grandes times não pousarão no Aeroporto Regional do Cariri, o Brasil não ouvirá mais o nome Icasa. Teremos força para subir novamente? O acesso em 2009 aconteceu num momento de excelência, difícil de se repetir para um time do interior nordestino. Mas se foi possível uma vez, por que não novamente? Queremos voltar para o lugar que merecemos. O papagaio precisa nascer das cinzas como uma fênix! Renasce, Icasa!

Veja aqui algum assunto de seu interesse

Se não encontrou seu assunto acima, digite abaixo e clique em pesquisar

Postagens mais acessadas do mês